segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Darei vida aos teus dias

 
Uma família perfeitamente normal. Um casal feliz. Dois filhos pequenos, Thaïs e Gaspard, e um bebé a caminho.
Até que um dia, num passeio pela praia, a forma como Thaïs vira o pezinho ao andar muda tudo.
Uma doença genética rara: leucodistrofia metacromática.
 
Este livro mostra que devemos acreditar sempre que a felicidade é possível. Em todas as circunstâncias.
 
"A minha força advém do amor, do amor aos nossos filhos, do amor que lhe temos, do amor que nos dão. É graças ao amor que conseguimos escalar as nossas montanhas. Estou certa que é o amor que faz girar o mundo. Quis transformar uma situação extraordinária num quotidiano normal."
Anne-Dauphine Julliand, mãe a autora deste livro




1 comentário:

  1. Muito obrigada Gorete por me teres dado a conhecer este livro. Foi um livro que me tocou na alma... Muitas vezes, me vieram as lágrimas aos olhos...
    Não obstante o facto de a autora ter vivenciado tudo quanto escreveu, creio que conseguiu mostrar a realidade sem cair no piegas, nas lamechices. Soube, através de uma linguagem muito rica, nos mostrar como é possível, apesar de tudo, sermos felizes. Basta querer!
    Este é um daqueles livros que faço questão de comprar para ler, reler e reler e reler... Bjinho

    ResponderEliminar

"A suprema felicidade da vida é a convicção de ser amado por aquilo que você é, ou melhor, apesar daquilo que você é." Victor Hugo
Um comentário seu é sempre bem recebido, aquece a minha alma com um sorriso...
Obrigado,

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...