sexta-feira, 26 de julho de 2013

Uma nova experiência!!

Na passada Sexta-feira, dia 20 de Julho, a minha mãe fez anos!! E este ano ainda não tinha iniciado nada para lhe oferecer!! Sou mesmo uma filha despassarada!!!




E como há uns tempos que andava para experimentar fazer uma carteirinha de moedas de crochet!! Achei que era capaz de ser um bom presente!!
É claro que eu não imaginava muito bem no que me estava a meter!! mas depois de ir desmanchando e fazendo, a carteira acabou por ser realizada!!










A minha mãe gostou!! e para mim isso chega-me!!


...e a leitura!!!

 
 Pois é!! Os dias de férias deram para colocar alguma leitura em dia!!
Já é mais do que certo que sou viciada em livros, e só tenho pena que eles sejam tão caros!!, mesmo assim  e nos dias de hoje eu ainda vou comprando alguma coisa, mas pouco!! socorro-me todas as semanas da Biblioteca Rocha Peixoto, a qual me tem como cliente assídua!!
Quero aproveitar este post para mostrar duas imagens...!! O meu sotão está transformado numa pequena biblioteca!!
 
 
 ...e agora os livros que se leram!!
 
 
Com base nas memórias do Tenente Carlos Augusto de Noronha e Montanha, ilustre antepassado do próprio autor, Tiago Rebelo cria um universo de ficção e veracidade históricas, que abre caminho para uma história de amor entre o tenente Montanha, um jovem combatente destacado para Angola, e Leonor, a belíssima e encantadora filha do governador daquela cidade. As longas conversas mantidas entre ambos fazem com que Carlos e Leonor se tornem inseparáveis, chegando por fim a consumar o amor e a planear o casamento. Uma leitura pautada pela magia de África como pano de fundo devolve o tom e a cor a toda uma época que nos seduz incondicionalmente num ritmo galopante até ao final.
 
 
 
 
 
Sam, Bonzi, Lola, Mbongo, Jelani e Makena não são símios normais. Estes bonobos, como outros membros da sua espécie, são capazes de raciocinar e de manter relacionamentos intensos. Mas, ao contrário da maioria dos bonobos, também conhecem a linguagem gestual.
Isabel Duncan, investigadora do Laboratório de Pesquisa da Linguagem dos Símios, não compreende as pessoas mas está perfeitamente à vontade com os animais, em especial com os bonobos..
Quando uma explosão abala o laboratório, ferindo gravemente Isabel e «libertando» os símios, a reportagem de interesse humano de John torna-se a reportagem da sua vida, que o fará pôr em risco a carreira e o casamento. É nessa altura que os bonobos desaparecidos são apresentados num reality show televisivo, emitido em circunstâncias misteriosas e capaz de se transformar no maior – e mais improvável – fenómeno da história da moderna comunicação social. Milhões de fãs ficam colados ao ecrã, a verem os símios a encomendar fast food cheia de gordura, a terem relações sexuais por tudo e por nada e a gesticularem a Isabel para os salvar.
 
 
 
 
Todas as manhãs, Christine acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que tornou Christine uma amnésica.

Encorajada por seu médico, ela começa a escrever um diário para ajudá-la a reconstruir suas memórias mas acaba descobrindo que a única pessoa em quem confia talvez esteja contando apenas parte da história.
 
 
 
 
 
 

Fim de Semana chegando...

Depois destas mini férias confesso que me custou voltar ao trabalho!!
Primeiro porque os meus filhos ficam mais uns dias longe de mim, e apesar de saber que eles estão bem com os Avós, morro de saudades deles!!
Segundo, porque quando regressei ao trabalho, tinha tantos papéis de cima da secretária, que nem sabia para que lado me virar!!
Decorrida uma semana, sinto-me exausta!! Por isso este fim de semana, vai ser para repousar!!!!


Desejo-vos um ótimo fim de semana..., aproveitem e descansem...






sexta-feira, 19 de julho de 2013

Coelhinho!!

É claro que apesar de estar de férias, as agulhas tinham que me acompanhar!!!
("Que vicio!!" diz o meu marido,os meus filhos, as minhas irmãs, a minha mãe,...)
Desta vez só não me acompanharam as linhas de ponto cruz, por falta de projecto!! mas logo logo arranjo um!


As honras hoje vão para este coelhinho que desde que foi avistado no blog The Grenn Dragonfly, com um escelente tutorial, para quem quiser experimentar, ficou-me logo na cabeça!! (este tenho que fazer!).

Pois bem! A sua vez chegou e eis que surge pela minha agulha este coelhinho que ficou em jeito de porta chaves.

Gostei do resultado!! Obrigado ao The Green Drangonfly.  Aconselho a visita ao blog, vale a pena!!.








sexta-feira, 12 de julho de 2013

Gabriel...





Antes de ir de férias consegui finalizar este WinnieThe Pooh, para oferecer ao menino Gabriel, filho de uma ex-colega de trabalho, e que tem neste momento cerca de 2,5 meses.















 Acho que ainda é muito cedo para o Gabriel me agradecer!! hehhehhhehe
... mas os Pais fizeram-no por ele!!!












E eu só espero que conforme for crescendo ele também possa apreciar devidamente o Winnie The Pooh!!!













Leitura em dia!!

Finalmente chegaram alguns dias de férias!!
O que significa que consigo, além de descansar (que já estava a precisar), de colocar alguma  leitura em dia!!
É curioso que morando eu perto da praia, consiga passar praticamente o Verão sem lá molhar os pés, isto porque geralmente as férias são feitas na companhia dos meus Pais ou Sogros, e como o calor por esta bandas (Fundão-Salgueiro), é atroz (parece que estamos num forno), temos que recorrer às praias fluviais ou à piscina para refrescar um pouco, senão era um desânimo completo para os meus filhos!! 
Deixo-vos a imagem da praia fluvial da Meimoa, onde tenho passado alguns fins de tarde a lêr entre outras coisas...!!


Em Nova Iorque, o serviço de segurança da ONU abate um homem suspeito de ser um bombista suicida. Mas afinal, o morto parece ser apenas um idoso inofensivo. É então que a ONU contrata Tom Byrne, um advogado idealista nos seus tempos de juventude mas que agora aceita trabalhar para qualquer um - desde que paguem bem. Tom tem de aplacar a ira dos familiares da vítima e levá-los a baixar o valor da indemnização. Mas quando conhece a belíssima filha do falecido, Tom apercebe-se de que o pai dela não era um homem tão inocente quanto isso. Ao longo da investigação, ele descobre uma irmandade secreta que causou centenas de mortes um pouco por todo o mundo. Perseguido por assassinos dispostos a tudo para encobrir a verdade, Tom tem de desvendar um segredo enterrado há mais de sessenta anos - o último grande segredo da Segunda Guerra Mundial.





Charley Davidson, investigadora privada a tempo parcial e ceifeira negra a tempo inteiro. Quer dizer que vê os mortos. Vê mesmo. E a função dela é convencê-los a "irem para a luz". Mas quando esses mortos muito mortos morreram em circunstâncias pouco ideais, querem que Charley entregue os maus à justiça. Para complicar, tem andado a ter uns sonhos muito sensuais com um ser que a tem seguido toda a vida...





"Desculpe, senhora, tem uma moeda que me possa dar?”

E foi nesse momento que a vida de Laura mudou para sempre.
Com uma carreira de sucesso no USA Today – o maior jornal americano – ela era uma mulher privilegiada mas solitária. O seu passado encerrava segredos dolorosos que a impediam de se sentir realizada e feliz. Quando viu Maurice pela primeira vez, Laura não poderia imaginar quão importante viria a ser na vida daquele menino. Maurice tinha apenas seis anos mas a sua história era já devastadora. Com o corpo e o espírito marcados por anos de abandono e fome, o único mundo que conhecia era o da violência e do caos. Com a sua tenra idade ele já sabia o suficiente para temer pela própria vida. Não rezava, não sabia como, mas pensava: Por favor, não me deixem morrer. E de certo modo, esta era a sua pequena oração. Contra todas as expectativas, Laura seria a resposta à sua prece. Com pequenos gestos de bondade, ela permitiu-lhe ter fé no futuro pela primeira vez. E Maurice retribuiu, ajudando-a a descobrir-se a si própria e à sua capacidade de amar. A amizade entre ambos transformou e enriqueceu as suas vidas. Laura e Maurice são até hoje a prova de que tudo é possível quando abrimos o coração aos outros.






!

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Boofle pick of the bunch...



...E enquanto eu não faço este belo cachorro "Boofle" em tricot ou crochet, porque não fazê-lo em ponto cruz?!!?!?

É tão simpático que até traz uma linda flor!!
Aproveitem...


terça-feira, 2 de julho de 2013

Away in silence

Estava eu por aqui a tentar limpar a minha caixa de correio, e sempre com música na rádio ou no yotube!! ouvi esta balada!!, quer dizer mais "metal ballads"!!!, mas a verdade é que sempre gostei do género!!
Já há muito tempo que não ouvia  "Away in silence"...




O Último Ano em Luanda

Em 1974, uma revolução em Lisboa apanha de surpresa centenas de milhares de portugueses que vivem em Angola. A partir desse dia inicia-se a derrocada imparável de uma sociedade inteira que, tal como um navio a afundar-se, está condenada à destruição e à ruína. Em escassos meses, trezentos mil portugueses são obrigados a largar tudo e a fugir, embarcando numa ponte aérea e marítima que marca o maior êxodo da história deste povo. Para trás ficam as suas casas, os carros e até os animais de estimação. Empresas, fábricas, comércio e fazendas são abandonados enquanto Luanda, a capital da jóia da coroa do império português, é abalada por uma guerra civil que alastra ao resto do território angolano. Três movimentos de libertação, cujos exércitos estavam derrotados a 25 de Abril de 1974, estão novamente activos e combatem entre eles pelo poder deixado vazio pelas Forças Armadas portuguesas. É neste cenário de total desorientação social e de insegurança generalizada que Nuno, um aventureiro que há anos atravessa os céus do sertão angolano no seu avião, Regina e o filho de ambos se movem, numa extraordinária luta para sobreviverem à violência diária, às perseguições políticas, às intrigas e traições que fazem de Luanda uma cidade desesperada. Esta é a história de coragem e abnegação de um casal surpreendido, tal como milhares de outros, num processo de degradação que se deve à recusa do Exército em defender os seus próprios compatriotas a favor de um movimento até há pouco inimigo, ao desinteresse dos políticos, à total incapacidade do governo de Lisboa para impor os termos de um acordo assinado no Alvor e constantemente violado em Angola e à intervenção militar das duas potências mundiais envolvidas numa guerra fria que é combatida por intermédio dos exércitos regionais.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...