terça-feira, 30 de abril de 2013

Corujinhas...

E se no meu quintal, em vez de colocar espantalhos, colocasse estas corujas?!!??!


Será que conseguiria assustar os pássaros??
Não me parece de todo!!
Bem! acho que pelo menos deveriam ficar intrigados com tal espécie!!?!?!
ehehheehhe

Mas ficaram engraçados para a sessão de fotografia!!! e não, não  são espantalhos, mas sim dois porta chaves que me pediram para fazer naqueles tons!!













Caminhada!!

 Este ano consegui fazer mais uma caminhada!!

Tal como há dois anos atrás, e sem promessas, iniciei uma peregrinação a pé, desde Avelãs de Cima-Anadia até Fátima.

Na minha perspectiva considero que esta caminhada/peregrinação é mais do que tudo espiritual. São momentos de interiorização pessoal, em que como não podemos fugir nem aos nossos pensamentos, estes têm que ficar consolidados.

Temos tempo para orar, meditar, pensar e observar  as várias paisagens que nos são oferecidas ao longo dos cerca de 117 km, deixo-vos algumas delas...

   

Para mim, a chegada ao recinto de Fátima, é sempre um momento único!! mas depois de uma caminhada!!! o chegar é de tal forma reconfortante que se torna num momento mágico!! Acho que só quem o faz pode entender aquilo que estou a dizer!!

Desejo força, fé e benção para quem o faz, uma vez que nesta altura se encontram muitos peregrinos em direcção a Fátima, porque sei que há horas em que nos faz falta..., boa sorte a todos eles.





















terça-feira, 23 de abril de 2013

Tentar...



Uma grande verdade!!
Devemos sempre tentar, arriscar, ir sempre em frente, e lutar pela nossa felicidade...
Por isso nunca desistam dos vossos sonhos, dos vossos objectivos, pois são eles que nos fazem tentar ir mais além....
Sejam acima de tudo felizes!!!

Inês...


Finalmente o quadro da Inês está (quase) pronto! quer dizer!! o bordado está completo, mas vou-me despedir dele mesmo assim, uma vez que a minha amiga Eduarda (a mãe da Inês) vai levá-lo para emoldurar, assim ela escolhe uma moldura mais de acordo com a decoração do quarto...


Só para relembrar deixo algumas imagens do seu progresso ao longo dos últimos tempos..., ainda se lembram?!?!?!?








Vou ter que começar outro trabalho entretanto!! Já sabem, muitas agulhas a trabalhar, à vez, todas elas tem lugar nas minhas mãos!!

ehehheeheehhe





sábado, 20 de abril de 2013

Moto!!

Quando a Gabriela me perguntou se lhe fazia uma moto para o neto Duarte, fiquei a pensar se seria capaz!!


Não lhe respondi afirmativamente, mas fiquei a pensar e a matutar no assunto.
Sem promessas!! respondi eu.






Nada como colocar mãos à obra e tentar!!
Não foi muito fácil, mas...


Fui fazendo, desmanchando e concluindo peça a peça!! (tirei alguma inpiração da net para ajudar).
Por fim, e depois de toda montada, ficou assim!!!


Só espero que o Duarte tenha gostado...











Já não canto essa canção

 Porque nunca é tarde para cantar!! mesmo esta canção...



Levaste o meu futuro contigo
Como se eu fosse um passado qualquer
Levaste-me a estrada e o caminho
Onde eu me queria perder

Tivemos o tempo e os segredos
Tivemos o mundo na mão
Desafiamos os medos
Tivemos a mesma canção

E eu levantei-me devagar
E a cada passo fui sentindo o chão
Libertei-me desse abraço
E aprendi a caminhar
E agora já não canto essa canção

Fomos a pele na pele
Feitos em partes iguais
Mas neste quarto em silêncio
Eu já não te espero mais

Deixaste o mundo vazio
Através de uma porta fechada
Uma mão cheia de sonhos
Outra mão cheia de nada

E eu levantei-me devagar
E a cada passo fui sentindo o chão
Libertei-me desse abraço
E aprendi a caminhar
E agora já não canto essa canção

E eu levantei-me devagar
E a cada passo fui sentindo o chão
Libertei-me desse abraço
E aprendi a caminhar
E agora já não canto essa canção

E agora
E agora já não canto essa canção
E agora já não canto essa canção

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Até ao Amanhecer

ATÉ AO AMANHECER conta a história de um Verão extraordinário em que, aos quinze anos, a filha de Michael Greenberg enlouqueceu.
Tudo começa quando, de repente, Sally se vai abaixo nas ruas de Greenwich Village, em Nova Iorque, continuando, depois, entre outros cenários, numa enfermaria psiquiátrica intemporal de Manhattan, durante os meses mais quentes que afectaram a cidade.
«Sinto-me a viajar sem parar e sem ter onde regressar», diz Sally, no meio de uma explosão de lucidez, ao mergulhar num mundo que o pai não conseguiria imaginar, nem em sonhos.
ATÉ AO AMANHECER é a crónica dessa viagem e dos efeitos que ela provoca nas pessoas que lhe são mais próximas — a mãe, a madrasta, o irmão e a avó e, não menos importante, no próprio narrador.
Na galeria de inesquecíveis personagens de Michael Greenberg surgem uma psiquiatra nada convencional, um doente que é judeu ortodoxo, um professor de Estudos Clássicos afectado pela mania, um produtor cinematográfico e um senhorio com aspirações literárias.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

E enquanto...!!


...não termino o quadro, que está quase quase!!

Consegui terminar uma boneca que também será para a pequena Inês!!











Desta vez misturei um pouco do crochet com o tricot!!












Mais uma novidade que passará a constar por aqui!!!! Apesar de precisar melhorar o tricot, como diz o ditado: " A prática leva à perfeição", espero que seja o caso!!
ehehehhehe




















Assuntos do Coração

Hope Dunne estabelecera-se como fotógrafa de renome, conhecera as alegrias do matrimónio e da maternidade, bem como o desgosto da perda. Vivendo num chique loft no Soho, Hope estava satisfeita com a sua vida e encontrava serenidade e beleza através da lente da sua câmara. Não procurava um homem, nem exaltação, porém ambas vão encontrá-la ao aceitar um trabalho de última hora que a leva até Londres, pelo Natal, para fotografar um dos escritores mais afamados do mundo: um autor americano de ascendência irlandesa, conhecido pelos seus empolgantes romances de literatura negra.

O magnetismo e o brilhantismo de Finn são irresistíveis. No entanto, em breve surgem lacunas na sua vida, algumas mentiras inocentes e acessos de ciúmes que a desalentam. Subitamente, Hope está tão apaixonada como desconfiada, e acaba mesmo por ter medo do homem que ama.
Sozinha, a milhares de quilómetros de casa, a sua mente está hesitante. Estará ela a ser paranóica? Quantas mentiras já terá ele contado? Será possível que aquele homem adorável e atencioso esteja, como as personagens dos seus romances, a esconder algo pior?




domingo, 7 de abril de 2013

Ed!!

Enquanto a Primavera não chega!!! Já que parece que a chuva vai rondar por aqui mais uns tempos!!! Resta-me dar-vos um belo bouquet de flores, quer dizer, eu não!! O Ed do Country Companions oferece-vos estas flores!

Quem quer...






...e eis que!!!

Chego finalmente ao ponto linear do quadro da Inês!!

Se não fossem os crochets e os tricots que se colocam pelo meio, estaria mais adiantado, mas é mais fácil carregar com a agulha do tricot ou crochet e um pedaço de lã, do que propriamente com um pedaço de tela e várias linhas que se vão entrecruzando!

Desculpas!!

Mas eu chego lá, e logo logo vou ter que procurar outro motivo em ponto cruz para fazer!! que este está na reta final...



segunda-feira, 1 de abril de 2013

Porta chaves!!

Por estes dias andei a fazer uns porta-chaves para a minha chaves de casa!!
Pois é!!!
Sabem como diz o ditado: "Casa de ferreiro, espeto de pau"!!! é mais ou menos o mesmo cá por casa!! Ofereço constanemente aos outros deixando as minhas para trás!!!



A escolha recaiu sobre uma joaninha, a dar as boas vindas a uma primavera que tarda em chegar!!
Apesar de gordinha ficou muito gira!!!




... e sobre uma coruja, ou mocho!! infelizmente este último foi parar às mãos da minha filha (ou não fosse ele em tons lilazes!!), que achou que precisava dele para a chave do cacifo da Escola!!!!



Lá vou eu ter que arranjar um meio tempo para fazer outro!!!






Stay

Uma música linda com uma letra que dá que pensar...



Not really sure how to feel about it
Something in the way you move
Makes me feel like I can't live without you
And it takes me all the way
I want you to stay, stay
I want you to stay, ohhh

Oásis Escondido

No ano de 2153 a.C., sacerdotes do Antigo Egito dirigem-se a coberto da noite ao deserto levando consigo um misterioso objeto envolto num pano. Quatro semanas mais tarde, ao chegarem ao seu destino, são degolados.
Quatro mil anos depois, no Egito dos nossos dias, Freya Hannen, alpinista profissional, chega para o funeral da irmã, Alex, uma exploradora do Sara. Desde o início que Freya desconfia das alegações de que a irmã se terá suicidado e decide investigar as verdadeiras causas da sua morte com a ajuda de Flin Brodie, um académico britânico amigo da falecida irmã. Também Flin procura respostas: dedicou a vida inteira à procura de um mítico oásis escondido.
Num thriller de cortar a respiração e muito bem documentado — o próprio Sussman trabalhou como arqueólogo no Egito — seguimos a inesquecível aventura dos dois protagonistas. Em jogo está não apenas um grande mistério da arqueologia, a localização do lendário oásis de Zerzura, mas também a chave para um segredo terrível e surpreendente que reside no coração do oásis.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...